sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Justos entre as nações


O museu e memorial do Holocausto em Jerusalém, Yad Vashem, anunciou que vai nomear o padre Joaquim Carreira para a sua lista dos “justos entre as nações”, que designa pessoas não judaicas que tenham contribuído para salvar judeus durante a perseguição nazi.
Durante a ocupação de Roma pelos nazis o padre Joaquim Carreira escondeu várias pessoas no edifício do colégio português. Entre os fugitivos encontravam-se pessoas procuradas pelo regime nazi da Alemanha e fascista de Itália, mas também pelo menos três judeus que assim conseguiram evitar serem deportados para campos de concentração. O padre Carreira escreveu no relatório de atividade do colégio: “Concedi asilo e hospitalidade no colégio a pessoas que eram perseguidas na base de leis injustas e desumanas”.


 Padre Joaquim Carreira

Sala do Museu Yad Vashem (Museu do Holocausto em Jerusalém)

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

A Industrialização

A Revolução industrial do ponto de vista de alunos do 6.º ano.

Do meu ponto de vista, eu considero a revolução industrial negativa, pois, para além de retirar muito trabalho aos artesãos, poluiu muito a atmosfera e a camada de ozono causando doenças respiratórias aos cidadãos, transformando as suas  vidas  num inferno fazendo-as trabalhar de "sol a sol" sem obterem um bom salário, o que não se justifica para se conseguir uma maior  produção.

Carlos Pinto


Eu não concordo com a produção industrial porque provocou grandes doenças respiratórias, polui muito a cidade, também provocou muitas mortes e os salários dos operário ficaram mais baixos. 
 

Rita Pires 


Na minha opinião a produção industrial sempre foi boa e lucrativa para o país. Depois da sua revolução a máquina a vapor de James Watt facilitou a vida aos trabalhadores. Assim com esta nova técnica, passou-se a produzir em maior quantidade, tinha-se preços menores, era mais rápido, havia mais lucro e quantidade. Porém, com as novas fábricas a cidade ficou poluída e muita gente ficou com doenças respiratórias. Além disso, piorou as condições de vida aos operários que recebiam cada vez menos, contudo, esta mudança ajudou muito, mas, também prejudicou o país e as pessoas. Portanto, no meu ponto de vista esta situação tem prós e contras.

Catarina Isabel Poinhas da Silva

Os Loucos anos 20

Estes são alguns dos trabalhos dos alunos do nono ano relacionados com os conteúdos dos "Loucos anos 20", década do século XX em que se assiste a uma mudança nos comportamentos sociais, principalmente das mulheres, e a uma procura desenfreada pelo prazer e divertimento.